Analise (Review) The Witche 3 – Vale cada centavo do seu dinheiro.

The Witcher 3 foi um jogo que sofreu alguns adiamentos para que seu desenvolvimento não oferecesse nenhum tipo de frustração ao jogador, principalmente em seu lançamento.
O nível de dificuldade, por exemplo, está mais fácil do que temos acompanhado em jogos anteriores. Algo que é o oposto de Dark Souls.

Enquanto o título da From Software oferece o melhor de si através de um sistema de combate, impecavelmente equilibrado e honesto, mas sempre cruel, em the Witcher 3 tudo parece ser mais caótico, mais parecido com a brigas de taverna em batalhas entre espadachins e criaturas demoníacas.

No entanto, The Witcher 3 é um desses jogos que são difíceis de analisar, isso porque você pode passar facilmente meses explorando o jogo e continuar encontrando detalhes que tornam o jogo ainda mais rico e surpreendente.  Esse é um jogo que deve ser explorado com calma e muita dedicação.

Se você estiver procurando por um grande jogo, cheio de ideias, e com uma narrativa impecável, você absolutamente não pode perder The Witcher 3.

O game tem uma grande riqueza de detalhe, mesmo após completar a missão principal extremamente rica e envolvente, The Witcher 3 oferece muitas missões secundárias tratadas da mesma forma, que muitas vezes conseguem ser ainda mais emocionantes que seus objetivos primários.

O jogo não força em momento algum a realização desses objetivos secundários, mas para os jogadores mais dedicados é um prato cheio para mergulhar completamente dentro da história.

Dessa forma, como em um bom RPG, conversa após conversa, o jogador entra cada vez mais em sintonia com Geralt e os outros personagens da história. Daí a viagem torna-se rapidamente cada vez mais desejável, seja dentro das cidades, bares ou de qualquer outro local.

Você vai querer simplesmente vagar ao redor do mapa, correr em uma busca inesperada apenas para admirar uma das muitas vistas deslumbrantes oferecidas por um mundo em completa mudança.
Esta enorme quantidade de conteúdo de qualidade se torna ainda mais interessante pelas inúmeras escolhas morais que Geralt enfrenta missão após missão. Muitas das missões nos levam a sérias consequências, tanto para os personagens como para o próprio mundo do jogo.

O combate do game é bem envolvente mais um pouco limitado em algum certo momento as combinações de golpes pode ficar um pouco enjoativa, porém a intensidade dos combates é tão boa em alguns momentos que vc acaba ignorando isso.

O que podemos dizer da trilha sonora, simplesmente muito envolvente, e a qualidade gráfica dos personagens estão extremamente fantásticas, principalmente as vestes e as expressões faciais.

Porém quando vamos falar da qualidade gráfica nos deparamos com uma falha, a falha de otimização do game. Muitos estudiosos de gráficos de game, criticaram algumas qualidades gráficas da textura do game.
Jogadores relataram também alguns locais do game uma queda brusca de FPS.

Só que essa falhas são coisas faceies de se resolver com uma simples atualização, que já foi prometido pela desenvolvedora.
Mesmo com essa pequenas falhas graficamente o jogo continua impressionante para o estilo RPG.

Vamos aos pontos fortes e fracos

Pontos fortes
Um mapa aberto gigantesco.
Histórias extremamente envolvente.
Beleza gráfica fantástica

Pontos Fracos.
Alguns problemas gráficos de otimização no cenário
Quedas de FPS

Podemos concluir que The Witcher 3 é um jogo sensacional. Não está livre de erros, mas seus erros não causam um desastre para a experiência. Temos em mãos um enorme jogo de mundo aberto que vai distrair os jogadores por muito tempo. O sistema de combate é limitado e a IA certamente precisa ser revista em alguns pontos, mas no geral The Witcher 3 é um jogo que vai certamente agradar, seja você um novato ou um veterano na série. Um jogo obrigatório na sua coleção.

Por essas razão e muitas outras tenho o prazer de dar a nota 9.8 The Witcher 3 recebeu a nota 9.5

Related posts

Leave a Comment