BGS 2018: Jogamos Resident Evil 2 Remake

A demo já começamos dentro dá delegacia R.P.D. e precisamos explorar o local. Já no inicio da jogatina podemos notar a quantidade de melhorias que o jogo recebeu, o ambiente ficou extremamente rico em detalhes e você percebe na pele aquele clima de suspense dominando a sua alma a cada movimento que realiza no jogo.  A escuridão e os detalhes gráficos realmente deixou o jogo muito mais assustador que sua versão original.

Quando você é pego de surpresa por um zumbi e é atacado, a movimentação da câmera faz com que o desespero tome conta de você, pois a câmera se aproxima muito e mostrando detalhadamente em toda a sua tela o ataque que está sofrendo enquanto luta desesperadamente com o controle para que o zumbi te solte.

Já que tocamos no assunto câmera, a jogabilidade do Resident Evil 2 está bem alterada, parece até mesmo um novo jogo, graças a câmera, pois agora temos uma visão em terceira pessoa do personagem, com a câmera seguindo o personagem a onde vai. Diferente da primeira versão, onde tínhamos câmeras parada em diferentes posições do cenário. Ao meu vê essa técnica de câmera em terceira pessoa, deixou muito mais fácil acerta um tiro.

Mas teve uma coisa que eu achei muito chato, a demo só tem 10 minutos na BGS, quando você está muito empolgado acaba a jogatina e você precisar ir embora. Triste.

RSS
Facebook0
Google+0
Twitter

Related posts

Leave a Comment