A evolução dos Games de simulação de parque de diversão.

Quem nunca foi em um parque de diversão e ficou imaginando ser o dono de tudo. Muitos provavelmente já jogaram um jogo de simulação de parque de diversão. Vamos falar sobre os jogos de simulação de parque de diversão, qual foi o primeiro jogo do gênero, quando foi lançado, qual foi o jogo de maior sucesso e hoje como estão esses jogos. Você sabia que tem jogo de muito sucesso desenvolvido por uma unica pessoa? Vamos abordar tudo isso nessa reportagem.  

Coaster o início de tudo em 1993

O primeiro jogo do gênero, parque de diversões, foi criado em 1993 e foi distribuído pela Disney?
Coaster desenvolvido em DOS 1993
Coaster 1993
O Primeiro jogo criado com o tema parque de diversão foi o Coaster, ele foi criando em MS-DOS, no game você construía uma montanha russa, além de construir tinha que testar e analisar se as pessoas estavam gostando do seu projeto.  O jogo foi desenvolvido pela Code To Go e publicado pela  Walt Disney Computer Software, Inc. O game era uma revolução, pois dava a possibilidade de você construir uma montanha russa de várias formas.  

   

A verdadeira simulação veio com Theme Park (1994)

Em 1994 tivemos a evolução de tudo pois saímos das montanhas-russas e fomos para a simulação de todo um parque de diversão. A desenvolvedora Bullfrog Productions junto com a Electronic Arts anunciaram o Theme Park o primeiro game de construção e simulação de parque de diversões. O jogo ficou em desenvolvimento por 1 ano e meio, com a equipe buscando o máximo de realismo possível. Theme Park foi desenvolvido para diversas plataformas e teve mais de 15 milhões de cópias vendidas, o game misturava a responsabilidade de administrar um parque e muito humor, Foi um sucesso a sua maior crítica era para os consoles como a falta de suporte para salvar e o mouse. Theme Park foi nomeado pela  PC Gamer junho 1994 Jogo do Mês. O game foi o responsável em começar literalmente a erá de simulação de parques de diversão.      

O jogo de um Homem só, RollerCoaster Tycoon (1999)

Só em 1999, 5 anos depois, teríamos a maior série do gênero que marcaria gerações e curiosamente desenvolvido por uma única pessoa. Em 1999 um único homem resolveu criar um concorrente para o Theme Park. Chris Sawyer desenvolveu sozinho o RollerCoaster Tycoon um dos jogos que mudou o cenários dos games de simulação de parques e marcou muitas gerações. Em 1999 lançado para Windows e em 2003 para Xbox. Construir e administrar um parque estava muito bem detalhado, mas RollerCoaster ainda tinha um diferencial, o jogador poderia construir a sua própria montanha-Russa dentro do seu próprio parque. Detalhes, Chris tinha medo de Montanhas Russas, mas isso não impediu de construir uma em jogo. RollerCoaster Tycoon foi anunciado como o jogo de PC mais vendido de 1999. Em julho de 2002, a RollerCoaster Tycoon bate a marca de quatro milhões de cópias vendidas. Hoje em 2018 o mesmo faz sucesso nos Smartphones com RollerCoaster Tycoon Classic, uma versão melhorada do game, mas que segue os mesmos gráficos e a mesma linha.

   

Theme park World tenta apagar o sucesso de RollerCoaster

Só que a EA não ia deixar seu poder com Therme Park acabar tão facilmente. Em 1999 a EA lança a continuação do sucesso de 1994 Theme Park World ou Sim Theme Park. O game apresentava quatro temas de parque de diversões a capacidade de montar atrações e um serviço online que permitia aos jogadores compartilhar parques.
Sim Theme Park 1999
Foi muito bem recebido pelo público e com muitas críticas positivas, mas não bateu o recorde de vendas do primeiro game e não conseguiu desbancar o sucesso de RollerCoaster Tycoon. O jogo vinha com uma inovação na inteligência artificial que dava aos visitantes diferentes características comportamentais. O game ganhou o prêmio Platina pelas pelas 300.000 cópias vendidas no Reino Unido em seu lançamento. Outras desenvolvedoras viram o sucesso do gênero de games de simulação de parque de diversão e tentaram criar jogos com a mesma temáticas que não fizeram tanto sucesso como: Legoland (publicado em 2000), NoLimits  (publicado em 2001), Ultimate Ride (publicado em 2001), Hyper Rails (publicado em 2002)    

A Série RollerCoaster continua em 2002

Em 2002, Chris tenta manter o nome da franquia no mercado e lança o Roller Coaster Tycoon 2, mas comete pequenos deslizes. A continuação do primeiro RollerCoaster o Roller Coaster Tycoon 2, vinha com mais brinquedos, mais cenários, mais formas de administrar o parque. Roller Coaster Tycoon 2 - 2002 Mas o game não alcança o sucesso do seu antecessor que nesse ano já chegava a mais de 6 milhões de cópias vendidas. O game teve muitos elogios, porém críticas fortes em relação ao gráficos, pois o gráficos se mantiveram parecidos com o do primeiro game. Apesar de não vender tanto quanto ao seu primeiro jogo o game conseguiu arrecadar um bom dinheiro em vendas.  

A transformação de RollerCoaster Tycoon  em 2004

Em 2004 o nome RollerCoaster Tycoon continuava sendo extremamente forte e liderando o mercado do gênero e muitas empresas se envolver no desenvolvimento do jogo, o jogo já não era mais unicamente de Chris. Em 2004 RollerCoaster Tycoon 3 era lançado como uma continuação de seus jogos anteriores mas agora com um motor gráfico incrível tentando apagar a fama de gráficos ruins do RollerCoaster Tycoon 2. Chris não era mais o responsável em desenvolver o jogo, era apenas um consultor, agora tinha um grande Estúdio realizando esse trabalho. Frontier mesma empresa que iria revolucionar o jogos da temática parque em 2016. Jogo foi muito bem elogiado pelos principais sites de análise, porém os jogadores criticaram muito devido problemas com BUGs e queda de FPS. No seu lançamento teve mais de 100.000 cópias vendidas no reino unido, mostrando o poder do nome da série. Porém, Roller Coaster Tycoon 3 foi responsável por um processo movido pela desenvolvedora Frontier contra a ATARi. Pois quem era responsável pelas vendas era a ATARI e a mesma vendeu muito mais do que informou e pagou para desenvolvedora.

 

Primeiro fracasso da poderosa série RollerCoaster em 2012

  Em 2008, 2009 e 2012, 2013, tivemos lançamentos de pouco nome que não fizeram sucessos. AirCoaster lançado para IOS, Coaster Crazy Lançado para IOS, Efteling Tycoon Lançado para windows, Coaster Frenzy lançado para IOS e android, Mas o que marcou mesmo foi RollerCoaster Tycoon 3D, lançado em 2012, primeiro game lançado para console portátil o mesmo foi lançado exclusivamente para o Nintendo 3DS. E foi um grande tiro no pé, primeiro grande fracasso da série, pois o jogo tinha gráficos medíocres que fizeram suas vendas serem extremamente negativas.
 

2014 segundo grande fracasso da gigante série RollerCoaster

Nesse mesmo ano Nolimist 2 era lançado e não como um simulador de parque e sim de montanha-russas, utilizado por empresas que constroem montanhas-russas, para simular suas futuras construções. Muito utilizados por empresas do ramo até hoje. Mas o ano foi marcado pelo segundo grande fracasso da série RollerCoaster Tycoon o quarto game da série foi lançado e dessa vez exclusivo para IOS e Android. Considerado um dos jogos da série mais criticados, até hoje recebe muitas críticas por partes dos sites de análise e principalmente pelos jogadores. Ninguém gostou da quantidade de micros Transações que tinha no game e são muitas, 2014 era o início da explosão das micros transações e RollerCoaster Tycoon 4 abusou muito delas e ainda abusa.

 

2016 a transformação, surge o Planet Coaster

2016 foi o ano mais importante dos jogos de simulação de Parques
ATARI matou definitivamente a maior série desse segmento lançando o RollerCoaster Tycoon World. O jogo veio com muitos bugs e mal acabado, recebendo chuva de críticas negativas, sites de análises chegaram a recomendar aos jogadores para ficarem longe do game, devido a quantidade de problemas no mesmo. Dando o entender que ATARI lançou o game às pressas. Foi o terceiro e último grande fracasso da série RollerCoaster. E para queimar mais o filme da ATARI, a desenvolvedora Frontier a mesma responsável pelo sucesso de Roller Coaster Tycoon 3 lançou seu próprio jogo de simulação de Parque o Planet Coaster. O jogo foi responsável em mudar tudo que já tinha sido visto nos jogos do gênero, o game vinha com a possibilidade de o jogador criar toda uma temática do parque. O Planet Coaster você não apenas monta o parque e gerencia o mesmo, você pode criar cenários para cada brinquedo criar uma temáticas, de piratas, terror e até mesmo de filmes. Para muito críticos é o jogo é o mais completo de todos na história do gênero.  Além de vir com gráficos que são considerados os melhores já feitos para o gênero.
Mesmo o jogo sendo lançado no final de 2016 ficou entre os 100 jogos mais vendidos de 2016 até agosto de 2017 ja tinha sido vendido mais de 1 milhão de cópias. Em julho de 2018, foi confirmado que só na Steam mais de 1,68 Milhões de usuários possuem o jogo. Roller Coaster marcou gerações, mas Planet Coaster mudou o conceito sobre simulação de parque de diversões o que podemos esperar nos próximos anos? Será que algum jogo será capaz de acabar com a fama que Planet Coaster carrega até então?

RSS
Facebook0
Google+0
Twitter

Related posts

Leave a Comment